12
abr

0
Cupressus-sempervirens

OUTONO – ELEMENTO METAL

A estação do Elemento Metal é o Outono, e o período do dia é o anoitecer – período de reflexão e aquiescência.
O Elemento Metal está também associado com o impulso da interação e a necessidade de manter distância. Os principais órgãos Yin são os Pulmões.

Enquanto o Fígado é tido como a casa da Alma Etérea (Hun), os Pulmões provêm residência à Alma Corpórea (Po). Po é o corpo ou o aspecto animal da alma humana, a forma física, a contraparte mais yin da Alma Etérea. A Alma Corpórea (Po) é primariamente instintiva e sensória por natureza e nos provê com a capacidade das sensações físicas como o toque, bem como o sabor, o odor, a visão e a audição. Ela também propicia um sexto sentido, como o dos animais, quando nos auxilia a realizar, num nível sutil, a função do Elemento Metal, de proteção.

A cada momento da vida, a Alma Corpórea é afetada, em particular, por sensações de tristeza, remorso e remanescente senso de perda. Essas emoções, por sua vez, podem obstruir a ordenada função rítmica dos Pulmões de inspirar e expirar, refletindo uma inabilidade psicológica do dar e receber. A Alma Corpórea contraída e que não se engaja inteiramente nesse processo é tida como aflita ou mergulhada em tristeza, a emoção primária do Elemento Metal.

Um dos Óleos Essenciais que promovem inteiramente o processo de “dar e receber” é o O.E. de Cipreste (Cupressus sempervirens) que encoraja e fortalece o Elemento Metal e a Alma Corpórea. Dissolvendo remorsos e instilando otimismo, o O.E. de Cipreste ajuda-nos a sintonizarmos com o fluxo da vida. Como sua imagem arbórea remete-nos à relação profunda com a morte e ao processo de pesar, o O.E. de Cipreste remete-nos à sensação de conforto despojando sentimentos de privações e sofrimentos.

O O.E. de Cipreste tem, por esse motivo, uma das mais distintas e profundas ações psicológicas. Seu acre, adstringente e amadeirado aroma convém a um sentido de coesão e estabilidade. Em qualquer tempo, esse aroma pungente, habilita a circular o Qi e o Sangue, relacionado com as transições psicológicas e as mudanças da vida real. A ação sutil do O.E. de Cipreste ajuda-nos a enfrentar e aceitar as constantes dificuldades de mudança, tanto de natureza interna como externa. Ele pode, neste caminho, ajudar a restaurar a harmonia mesmo às mais problemáticas desarmonias do Elemento Metal.

Emilia Kiyohara